Terça, 07 de Dezembro de 2021 08:34
62998378683
Educação Goiás

Seduc e UEG vão ofertar vagas de mestrado para professores da rede

Parceria prevê a disponibilização de 18 vagas em Programa de Mestrado Profissional do Ensino de Ciências (PPEC) a partir de 2022

18/11/2021 11h10
Por: Jorge Neris Fonte: Secom Goiás
Foto: Reprodução/Secom Goiás
Foto: Reprodução/Secom Goiás

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e a Universidade Estadual de Goiás (UEG) firmaram convênio para a oferta de vagas no Programa de Mestrado Profissional do Ensino de Ciências (PPEC) para professores da rede pública estadual de ensino. A novidade foi anunciada durante solenidade realizada na última quarta-feira (17).

Serão ofertadas 18 vagas na pós-graduação stricto sensu, distribuídas ao longo de três anos. Os primeiros seis selecionados em processo seletivo deverão ingressar no curso a partir do ano de 2022. Além da vaga, o professor aprovado vai receber uma bolsa de estudo no valor de R$ 1.500,00 durante o primeiro ano de mestrado.

O objetivo é incentivar docentes que atuam nas escolas estaduais a se especializarem, oportunizando o desenvolvimento de pesquisas voltadas ao ensino de ciências.

“Para mim é um momento histórico”, afirmou a secretária da Educação de Goiás, Fátima Gavioli, durante a solenidade. Para a secretária, a iniciativa marca uma vitória para os educadores da rede estadual de educação, que terão a chance de aprofundar seus conhecimentos e, futuramente, estendê-los às salas de aula. “É tão pouco e, ao mesmo tempo, para eles [professores] é tão grande e é tão importante isso”, celebrou.

De acordo com o gerente de Estudos e Pesquisa para o Desenvolvimento dos Profissionais da Educação da Seduc e um dos responsáveis pelo projeto, Wagner Alceu Dias, a intenção do programa é, justamente, atender aos professores que estejam em regência, em especial os que atuam na rede estadual há mais de cinco anos. “A prioridade é para o professor do “chão” da sala de aula”.

Para o reitor da UEG, Antônio Cruvinel, o convênio demonstra o comprometimento da universidade e de seu corpo docente com a Educação do Estado.  “É uma maneira interessante de a gente iniciar um novo ciclo para a Educação de Goiás, utilizando a universidade como indutora disso. E a universidade quer cumprir esse papel”, afirmou o reitor.

A previsão é que o edital do processo seletivo para o programa de mestrado seja divulgado no mês de dezembro, com a possibilidade de ingresso dos primeiros selecionados no início do ano de 2022.

Novas parcerias

Fátima Gavioli aproveitou ainda para estreitar a parceria entre a Seduc e UEG, colocando-se à disposição para novos projetos. “Eu espero que, daqui para frente, a gente consiga aumentar o número de participantes e aumentar as parcerias. É muito prazeroso firmar parcerias com vocês e ter os seus professores trabalhando com os nossos professores”, ressaltou a secretária.

Sobre a possibilidade de novos convênios e novos programas de mestrado, Antônio Cruvinel também disse estar aberto às possibilidades e celebrou a demanda por novos projetos. “O bom é assim! Quem acredita na universidade, demanda à universidade”, concluiu.

Participantes

Além da secretária da Educação e do reitor da UEG, estiveram presentes: o deputado estadual, Virmondes Cruvinel; o pró-reitor de Extensão e Assuntos Estudantis da UEG, Fábio Santa Cruz; o pró-reitor de Graduação da UEG, Raoni Ribeiro; a superintendente do Centro de Estudos, Pesquisa e Formação dos Profissionais da Educação da Seduc, Rita de Cássia; o coordenador do PPEC, Plauto Carvalho; os diretores dos Institutos Acadêmicos da UEG, Marcos Vinícius Ribeiro, Joilson dos Reis Brito, Michelle Ferreira de Oliveira e Rodrigo Messias de Souza; e as docentes Sabrina Miranda, Solange Xavier e Juliana Simião.

Fonte: Seduc - Governo de Goiás

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias